Consulte nosso Faq!

Principais perguntas sobre o processo de limpeza por ultrassom. Verifique as respostas e se sua dúvida não não for esclarecida aqui acesse a página de contato e nos envie sua pergunta.

O que preciso saber para escolher o equipamento adequado à minha necessidade?

Seis fatores irão determinar a escolha: 1. Que tipos de materiais você desejará limpar. 2. Que tipos de contaminantes deverão ser removidos. 3. Que potência ultrassônica será necessária. 4. Qual a frequência ultrassônica deverá ser utilizada. 5. Qual a área útil para comportar os materiais a serem limpos. 6. Que tipo de detergente ou solução química deverá ser utilizado.

Qual é a melhor frequência ultrassônica para limpeza?

Diferentes limpezas requerem diferentes frequências ultrassônicas. Baixa frequência ultrassônica produz grandes bolhas de cavitação e implosões cavitacional mais intensas. Em frequências mais altas, as bolhas de cavitação são pequenas e embora as implosões terem menos intensidade, há mais delas. Frequências inferiores a 35 kHz são utilizados para limpeza industrial, onde os resíduos são mais pesados e as peças são mais robustas. Frequências acima de 38 kHz são geralmente usadas para limpar peças mais delicadas que exigem maior grau de limpeza.

Quanto de potência ultrassônica é preciso no tanque de limpeza? Pode ter demasiada potência?

A potência ultrassônica (normalmente expresso em watts) depende do tamanho do tanque de limpeza e o grau de dificuldade da limpeza. Estão disponíveis variedades de lavadoras com diferentes tipos de tanques, em tamanhos e capacidades. Algumas lavadoras de pequena capacidade são capazes de fornecer em média até 50 watts de potencia ultrassônica por litro. Resultados com o mesmo efeito de limpeza em tanques maiores podem, porém, necessitar menos intensidade de energia. Limpeza excelente foi obtida em tanques que tem capacidade de 7.200 litros com somente 2 a 5 watts por litro. Quanto mais difícil a aplicação, maior densidade de energia é necessitada para uma limpeza eficaz. Entretanto, demasiada potência ultrassônica pode resultar na corrosão de partes delicadas ou altamente polidas que estão na superfície próximas do transdutor que irradia. O alumínio, o cobre, o latão e outros metais sensíveis são especialmente suscetíveis a corrosão cavitacional.

Qual é o tempo de limpeza ideal para minha aplicação?

Você mesmo terá que descobrir à partir de algumas experiências. O tempo de limpeza irá variar, dependendo de fatores tais como o grau de sujidade, quantidade de peças, a qualidade da solução de limpeza, a temperatura e o grau de limpeza que se deseja alcançar. Remoção altamente visível de sujeiras devem começar quase que imediatamente após que a ação da limpeza ultrassônica inicia (assista ao vídeo clicando no menu "Produtos" "Lavadoras por ultrassom - Standard"). O ajuste do tempo de limpeza é o fator mais fácil (e na maioria das vezes mal aplicado) e deve ser usado para compensar as variáveis ​​do processo. Embora a duração do ciclo de uma nova aplicação pode ser aproximada por um operador experiente, geralmente têm de ser validado pelo teste prático com a solução escolhida e as partes sujas reais.

Podem-se usar solventes em lavadoras por ultrassom?

Os solventes inflamáveis NÃO DEVEM ser usados em nenhum sistema de limpeza não especificamente desenvolvido para o uso com eles. A maior parte dos solventes necessitam de equipamentos especialmente desenvolvidos para que a cavitação seja gerada por causa das características físicas de tais solventes. O uso de pequena amostra de solventes em copos de vidro ou "backers" suspensos em um banho de água em uma lavadora por ultrassom é o método preferencial de tratar qualquer necessidade ocasional de limpeza com pequeno volume de solvente.

O que é "desgaseificação" e por que deve ser feito?

"Desgaseificação" mais conhecido como "DEGAS" é a remoção inicial dos gases presentes na solução. Útil porque a cavitação ocorre após que os gases tenham sido removidos da solução de limpeza, deixando um vazio na bolha formada. Quando a onda de alta pressão atinge a parede da bolha, a bolha entra em colapso, é a energia liberada por esse colapso que vai ajudar o detergente a romper os vínculos entre as partes e os resíduos.

Por que uma solução especial é necessário para a limpeza?

A sujeira adere às peças ... se não, simplesmente cairia das peças! O objetivo da solução é romper os vínculos entre as partes e seus resíduos. A água por si só não tem propriedades de limpeza. O objetivo principal da atividade do ultrassom (cavitação) é em auxiliar a solução a fazer o seu trabalho. Uma solução de limpeza ultrassônica contém vários ingredientes destinados a otimizar o processo de limpeza ultrassônica. Por exemplo, o aumento dos níveis de cavitação é resultado da redução da tensão da superfície do fluido. Uma solução de limpeza irá conter um bom agente surfactante ou tensoativo.

Quando a solução de limpeza deve ser trocada?

A solução de limpeza deve ser trocada quando uma diminuição notável na ação de limpeza ocorre, ou quando a solução é visivelmente suja ou saturada. Geralmente não é necessário um novo abastecimento de solução a cada sessão de limpeza. Em determinadas circunstâncias, pode-se dar uma "sobre-vida" à solução por semanalmente realizar a limpeza de fundo de tanque após um período de inatividade de pelo menos 12 horas, seguido de filtragem em convencional filtro de papel.

Porque é preciso enxaguar as peças após a limpeza?

Em muitas aplicações o enxágue é tão importante quanto a limpeza e deverá ser dada a mesma atenção como a limpeza. O enxágue remove os resíduos de limpeza química e os contaminantes da sujeira deixando assim a peça totalmente limpa. Poderá fazer o enxágue com água deionizada, no caso de placas eletrônicas, afim de não corroer os circuitos impressos.

Qual é a temperatura ideal de limpeza?

O calor geralmente aumenta e acelera o processo de limpeza, e a maioria das soluções e detergentes desengraxantes são projetados para funcionar melhor a uma temperatura elevada. A melhor maneira de encontrar a temperatura ideal, que lhe dará os resultados mais rápidos, mais limpeza e mais segurança, é executar testes. Geralmente, os melhores resultados são obtidos dentro da faixa de 45 °C a 60 °C.

A limpeza por ultrassom poderá danificar componentes elétricos e eletrônicos?

Geralmente não. Os componentes e semicondutores de hoje são projetados para resistir os rigores da viagem espacial e não são facilmente danificados pela vibração. A cautela a ser tomada é quanto a se utilizar equipamento e detergente apropriado a esse tipo de aplicação.

O ultrassom pode causar problemas ao coração? Existem outros efeitos sobre o corpo?

O equipamento de limpeza por ultrassom, utiliza alta energia em ondas sonoras acima de frequências audíveis pelos humanos, para reforçar a limpeza mecânica e os efeitos químicos dos líquidos. A energia ultrassônica, apesar de elevada na potência, não têm qualquer efeito aos sensos auditivos. Na verdade, não há um limite médio de exposição a frequências acima de 20 kHz. As frequências de preocupação são os audíveis sub-harmônicos da frequência ultrassônica primária. Estes são produzidos devido a ressonância de diversos elementos do equipamento ultrassônico, que podem incluir o tanque, os painéis, a tampa, bombas, ventiladores e outros equipamentos auxiliares e que podem contribuir para o conjunto de ruído produzido pelo aparelho. Neste respeito, o aparelho por ultrassom não é diferente de outros equipamentos industriais. A intensidade do ultrassom que pode ser transmitida pelo ar, não tem nenhum efeito sobre o tecido corporal. Inclusive, o ultrassom é usado para obter a imagem do corpo humano, de um bebê em formação, etc.

Como faço para saber se o meu equipamento de limpeza por ultrassom está cavitando corretamente?

Limpeza insatisfatória geralmente resulta do controle inadequado de uma ou mais variáveis ​​do processo, tais como a escolha da solução ou detergente errado, temperatura insuficiente, ou tempo insuficiente para os resíduos serem removidos. Se você suspeita que o seu equipamento de limpeza por ultrassom não está cavitando corretamente, há um teste simples que você mesmo pode realizar: o teste da "folha de alumínio". Pegue um pedaço de folha de alumínio de uso culinário e com a lavadora por ultrassom com água e ligada posicione a ponta da folha em várias partes do tanque. Se após alguns minutos estiver perfurada, significa que o processo de cavitação está ocorrendo perfeitamente e o equipamento está perfeito. Repita o teste desta vez usando a solução detergente e verifique se ocorre o mesmo resultado. Não ocorrendo, significa que a solução de limpeza que você está utilizando não é adequada, impedindo a formação da cavitação. Substitua a solução por outra mais adequada.

Operamos com as seguintes formas de pagamentos:
PagSeguro



2003-2019 - Embrasol Tec® - Todos os direitos reservados. - A reprodução total ou parcial do conteúdo deste site é estritamente proibida.